Atlas Copco: vapor - caldeiras de vapor de 1,3 a 16 toneladas/hora
Informação profissional para a indústria metalomecânica portuguesa

Schaeffler apresenta na EMO 2021 soluções para melhorar a eficiência e precisão das máquinas-ferramenta

15/09/2021

A Schaeffler exibirá as suas mais recentes inovações para o setor de fabrico de máquinas-ferramenta na EMO 2021. Com muitas novidades neste âmbito, a empresa desenvolve e otimiza o seu programa de produtos e serviços para máquinas-ferramenta para disponibilizar aos seus clientes soluções otimizadas que lhes permitam aderir às tendências atuais. Marcus Eisenhuth, responsável de Industrial Europe explica-o: “Na atualidade existem duas tendências que afetam os utilizadores e fabricantes de máquinas-ferramenta e centros de mecanização de metais: a utilização crescente de soluções de automatização auxiliares para melhorar a eficiência das máquinas-ferramenta e a integração cada vez maior de múltiplos processos de produção no interior das mesmas”.

Crescimento das soluções de automatização para máquinas-ferramenta

As soluções de automatização podem contribuir para reduzir enormemente o tempo necessário para configurar a máquina e os processos auxiliares. Como exemplo, temos a tendência para umas máquinas-ferramenta maiores e a utilização de sistemas de manipulação para associar várias máquinas independentes. Os fabricantes também utilizam com mais frequência os braços robóticos articulados, que podem ser montados em eixos lineares para executar tarefas como a carga e descarga de depósitos e máquinas-ferramenta. “Este mercado cresce continuamente e fomenta a procura de rolamentos, sistemas de guiamento linear e serviços e sistemas integrados. A Schaeffler dispõe de produtos de vanguarda para satisfazer esta procura”, explica Ralf Moseberg, responsável de Industrial Automation na Schaeffler.

foto
A combinação de tornos e fresadoras é uma área em crescimento contínuo. Quanto às mesas giratórias utilizadas nestes centros de mecanização altamente dinâmicos, a Schaeffler disponibiliza uma das gamas de rolamentos de maior rendimento que existem, com variantes providas de sistemas de medição angular integrados e acionamentos diretos. Na imagem, rolamento YRTCMA para mesas giratórias com sistema de medição angular integrado. Foto: Schaeffler.

A combinação de tornos e fresadoras constitui outra área em crescimento contínuo. Para as mesas giratórias utilizadas nestes centros de mecanização altamente dinâmicos, a Schaeffler disponibiliza uma das gamas de rolamentos de maior rendimento existentes no mercado, com variantes providas de sistemas de medição angular integrados e acionamentos diretos. Os rolamentos para mesas giratórias da Schaeffler diferenciam-se da concorrência em vários aspetos, em especial devido a uma resistência à inclinação muito superior (até 30%) e a uns valores de atrito muito reduzidos. Isto permite aos fabricantes de máquinas aumentar a velocidade e a rigidez das mesas giratórias, ao mesmo tempo que reduzem as influências térmicas. Os utilizadores finais destas máquinas beneficiam de um aumento de rendimento na mecanização, de uns tempos de ciclo mais rápidos e de uma melhoria na precisão e nos acabamentos de superfície.

foto
A sexta geração “RUE-F” da gama RUE de sistemas com recirculação de rolos é um dos produtos que a Schaeffler revelará na EMO 2021 de Milão. Foto: Schaeffler.

Crescente integração de funções nas máquinas-ferramenta

As máquinas-ferramenta que oferecem múltiplas funções ou tecnologias de maquinagem constituem uma proposta muito atrativa do ponto de vista dos custos totais de propriedade (TCO), mas implicam maiores exigências no que diz respeito aos rolamentos necessários para cabeçotes, acionamentos de avanço e eixos lineares. “Requerem rolamentos resistentes à contaminação por partículas duras e que disponham de sistemas fiáveis de obturação de atrito reduzido que se possam adaptar aos diferentes processos de maquinagem requeridos”, comenta Ralf Moseberg. “Na EMO 2021, a Schaeffler apresentará as suas soluções mais recentes para estes requisitos, entre outras as relacionadas com os nossos sistemas com recirculação de rolos RUE-F de última geração”.

Os sistemas RUE-F foram concebidos para necessitar de uma quantidade significativamente menor de lubrificante, pelo que reduzem os custos operacionais, ao mesmo tempo que protegem o ambiente. Isto é particularmente importante em relação às máquinas-ferramenta que utilizam lubrificantes de refrigeração. Além disso, a melhoria na cinemática da geometria de retorno de tais sistemas permite que a máquina-ferramenta produza uns acabamentos de superfície muito superiores.

foto
O sistema Schaeffler SpindleSense para medir o deslocamento do cabeçote principal (esquerda) e o sistema de monitorização Schaeffler DuraSense para eixos de avanço (direita) são dois produtos que singularizam a Schaeffler como empresa pioneira na digitalização das máquinas-ferramenta. Foto: Schaeffler.

Digitalização para monitorizar a máquina e aumentar o tempo de disponibilidade

Até agora, as soluções de monitorização para máquinas-ferramenta eram complexas e caras. O Schaeffler SpindleSense, por exemplo, é um sistema que mede o deslocamento do cabeçote principal e permite o funcionamento seguro dos cabeçotes principais sob carga máxima. A Schaeffler DuraSense, uma solução de monitorização para eixos de avanço, permite lubrificar com precisão de acordo com os requisitos reais, para além de analisar os estados da máquina. Deste modo evitam-se as paragens não programadas e aumenta a disponibilidade do equipamento.

Os utilizadores podem reequipar a sua maquinaria existente com o sistema DuraSense, sendo apenas necessário montar os sensores nos carros do sistema de guiamento linear. Trata-se de uma opção ideal de baixo investimento para digitalizar as unidades de produção e a maquinaria existentes, e assim beneficiar do aumento de produtividade e do tempo de disponibilidade.

A Schaeffler também dispõe de um programa muito completo de sistemas de relubrificação e Condition Monitoring que proporciona aos operadores de maquinaria e de unidades de produção inteiras um meio fiável e rentável para monitorizar e relubrificar automaticamente acionamentos e máquinas standard, assim como máquinas-ferramenta. A Schaeffler também utiliza este tipo de soluções nos seus próprios processos de produção, por exemplo, para monitorizar cabeçotes de desbaste de carga elevada nas retificadoras.

foto
foto
O amplo programa de sistemas de Condition Monitoring e relubrificação da Schaeffler (na imagem os lubrificadores automáticos Concept 2, Concept 4 e Concept 8) proporciona aos operadores de maquinaria e de unidades de produção completas um meio fiável e rentável para monitorizar e relubrificar automaticamente acionamentos e máquinas standard, assim como máquinas-ferramenta. Foto: Schaeffler.
Jaba: tradução 4.0DMG Mori M1: é tudo sobre 'projectado para o seu lucro'

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

intermetal.pt

InterMETAL - Informação profissional para a indústria metalomecânica portuguesa

Estatuto Editorial