Informação profissional para a indústria metalomecânica portuguesa

Medição por tomografia computorizada para análise e medição de componentes

Zeiss05/07/2021
A medição por tomografia computorizada é um tipo de ferramenta de medição de peças (forma, superfície ou contorno), a partir de interfaces que permitem exportar os resultados de medição de uma peça para sistemas CAQ ou processar a captura de dados via PiWeb.
foto

O sistema de tomografia computorizada possibilita a engenharia inversa de peças, ou seja, permite extrair todo o tipo de informação do desenho de uma peça acabada. A máquina de tomografia computorizada utiliza a engenharia inversa para criar os mesmos moldes de uma peça já criada, sem a necessidade de ter as suas medições de antemão.

Além disso, serve como ferramenta de correção para os componentes que não têm a forma, superfície ou contornos desejados. Ou seja, atua como controlo de qualidade do processo de produção. Por outro lado, a tecnologia de raios X permite-nos examinar as peças, chegar à sua essência, para revelar o que de outra forma permaneceria oculto.

Com uma única digitalização, conseguimos saber com total certeza, de forma não destrutiva, exatamente o que estamos a analisar. Obtemos dados como as medidas da peça e eventuais defeitos em estruturas internas, que não podem ser detetados com máquinas de medição por coordenadas.

Que ações realiza a máquina de tomografia computorizada?

A tomografia computorizada digitaliza de forma rápida, precisa e completa os contornos exteriores e interiores da peça e mede as coordenadas da mesma com a máxima precisão. É um processo em que a máquina mede milhares de pontos para obter os dados de que necessita para digitalizar a peça e para realizar a engenharia inversa de superfícies, de forma a registrar o componente.

Como funciona? A máquina de tomografia computorizada realiza uma inspeção completa da primeira amostra da peça, efetuando a medição de geometrias standard e de superfícies de forma livre. Também realiza a comparação da geometria nominal / real com uma visualização 3D dos desvios codificada por cores.

Controlo de assemblagem

A máquina de tomografia computorizada realiza controlos de assemblagem para, assim, estudar e verificar assemblagens, módulos e máquinas completas sem ter de as desmontar. Visualiza o estado real do interior de uma peça através de análises funcionais, estudo de danos no interior de módulos e máquinas e deteção de erros de montagem.

Controlo de defeitos

Além disso, também permite o controlo de defeitos da peça final acabada, através de uma análise não destrutiva de falhas no interior das próprias peças. A análise da estrutura interna dos componentes é realizada a fim de detetar e documentar de forma fiável os erros no material. As tomografias computorizadas visualizam erros em componentes de plástico e metal leve sem os destruir.

Como se consegue o controlo de defeitos? Com uma análise de porosidade e cavidades, análise de danos e falhas, deteção de microrroturas, verificações de montagem e determinação de inclusões.

Neste vídeo oficial da ZEISS pode ver com mais precisão como funciona a tecnologia de tomografia computorizada, desde projeções de raios X, volume 3D, detetor de defeitos na peça, metrologia e muito mais.

Soluções de tomografia computorizada de Zeiss

A ZEISS diferencia-se no mercado da tecnologia de tomografia computorizada pela sua experiência, com mais de 10 anos de trabalho na aquisição e análise de dados. A ZEISS garante resultados fiáveis na análise de peças, através da medição específica e do cumprimentos das normas nacionais, desde o processo de medição até à reconstrução e subsequente análise.

O fabrico de ferramentas e moldes é dispendioso, mas com a tecnologia de tomografia computorizada o processo pode ser melhorado e encurtado no tempo em 30-70%. Como se consegue isto? Capturando todas as estruturas da peça num único modelo 3D, para que possam ser reproduzidas de forma mais rápida e eficiente.

A ZEISS tem quatro tipos de produtos de tomografia computorizada, adaptados às necessidades e objetivos de medição e controlo de qualidade de cada cliente:

  • ZEISS Metrotom: tomógrafo computadorizado industrial para medição de raios X 3D, para controlo de qualidade de peças acabadas. Caracterizado por realizar medições e inspeções não destrutivas de estruturas externas e internas de componentes de plástico ou metal leve.
  • ZEISS VoluMax: controlo de processos 3D em linha, para aplicações onde é necessário inspecionar muitos componentes com grande rapidez.
  • ZEISS Bosello: robusta máquina de tomografia computorizada para inspeção de raios X 2D, especialmente concebida para o ambiente de produção. A ZEISS garante uma inspeção não destrutiva por raios X na própria linha de produção.
  • ZEISS Xradia: raio X 3D de alta resolução para imagens submicrónicas, que permite uma maior ampliação e resolução da peça em análise.

As máquinas industriais de tomografia computorizada ZEISS realizam trabalhos de medição e inspeção altamente eficientes com apenas uma varredura de raios X. O teste de conformidade regulamentar, a mecânica de precisão utilizada e o sofisticado método de calibração caracterizam todas as tecnologias que a ZEISS oferece aos seus clientes.

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

intermetal.pt

InterMETAL - Informação profissional para a indústria metalomecânica portuguesa

Estatuto Editorial