Informação profissional para a indústria metalomecânica portuguesa

Aliança de CEO europeus apoia objetivo da UE de reduzir as emissões de carbono em 55% até 2030

Redação Induglobal15/07/2021
12 líderes empresariais reuniram-se em Paris para discutir formas de apoiar mais firmemente o Pacto Ecológico Europeu.
foto

À medida que a Comissão Europeia se prepara para apresentar o seu pacote legislativo 'Fit for 55', a European CEO Alliance divulgou recomendações de politicas que apoiam um impulso progressivo e ambicioso para alcançar a neutralidade climática.

No final da sua reunião em Paris, a CEO Alliance avançou que enfrentar as alterações climáticas requer uma forte colaboração entre o setor público e a indústria. Assim, defende uma revisão dos principais instrumentos reguladores da UE, em particular os subsídios a tecnologias com elevadas emissões de CO2. As propostas dos líderes empresariais incluem uma medida sólida para controlar os preços do carbono; acelerar a descarbonização dos sistemas de mobilidade e transporte, edifícios e energia; e estimular a renovação dos principais setores da indústria da UE.

“Estou muito satisfeito por ter tido a oportunidade de debater ideias com as empresas que oferecem soluções para a implementação do Pacto Ecológico Europeu, a descarbonização da economia, a transição ecológica e a eficiência energética. À medida que a Comissão Europeia se prepara para apresentar o seu pacote climático e energético ‘Fit for 55’, com medidas para reduzir as emissões de gases de efeito de estufa em 55% até 2030 e alcançar a neutralidade carbónica até 2050, a mobilização dos players industriais e económicos será essencial para que possamos alcançar, juntos, as nossas metas climáticas”, declarou Clément Beaune, Secretário de Estado para os Assuntos Europeus do Governo Francês.

Herbert Diess, CEO do Grupo Volkswagen, afirmou: “as alterações climáticas continuarão a ser o nosso maior desafio nos próximos anos e décadas. A CEO Alliance apoia totalmente os objetivos climáticos da Comissão Europeia, para os quais não existe alternativa. É tempo de passarmos das discussões políticas à ação. Numa iniciativa sem precedentes, a CEO Alliance, com as suas empresas líderes em diversos setores em toda a Europa, pede uma medida regulatória do preço do carbono que cubra todas as emissões nas indústrias e países”.

Jean-Pascal Tricoire, CEO e Chairman da Schneider Electric, comentou, por seu lado, que "o próximo pacote de reformas da UE para reduzir as emissões de carbono em 55% durante a próxima década é necessário. O segredo está em passar da ambição à ação. As empresas desempenham um papel fundamental na promoção da transição energética e têm a responsabilidade de liderar pelo exemplo. Só os esforços coletivos e a colaboração entre o setor público e a indústria poderão assegurar um crescimento sustentável e empregos preparados para o futuro. Juntos, apoiamos a Europa na sua transição rápida e equitativa para uma economia neutra em carbono, e ficámos muito felizes por receber a reunião da CEO Alliance no escritório da Schneider Electric em Paris. Agradeço a Herbert Diess por iniciar e liderar esta reunião”.

Como principal ferramenta, os membros da CEO Alliance propõem uma medida sólida sobre o preço do carbono para alcançar os objetivos de ação climática da UE. Nesta perspetiva, o carbono deveria ter um preço único em toda a economia. Também apelam à melhoria contínua do Sistema de Comércio de Licenças de Emissão (para a energia e a indústria pesada) da UE; e à implementação de sistemas de limitação e negociação específicos para cada setor – que poderiam depois convergir em 2030. Outra proposta diz respeito a um sistema europeu de fixação dos preços do carbono para alcançar simultaneamente um maior equilíbrio social e a redução das emissões.

Desafios: descarbonização da mobilidade, do transporte e dos edifícios

Os maiores desafios serão a descarbonização da mobilidade, do transporte e dos edifícios. Para o setor dos transportes e mobilidade, a mobilidade elétrica para automóveis de passageiros, veículos ligeiros e pesados tem demonstrado ser a tecnologia mais eficiente em termos de consumo energético e redução de emissões. Para promover todo o ecossistema em torno da mobilidade elétrica, os membros da CEO Alliance iniciaram projetos intersetoriais para aumentar a produção de baterias e criar uma infraestrutura de carregamento em toda a Europa.

Por outro lado, a CEO Alliance apoia os ambiciosos objetivos da Estratégia para uma Vaga de Renovação da Comissão Europeia, com vista a acelerar a transição sustentável do parque de edifícios (de pelos menos 3% por ano). Os edifícios devem cumprir padrões mais elevados de eficiência energética, energias renováveis e materiais sustentáveis. A Aliança também defende que os sistemas de aquecimento alimentados por combustíveis fósseis sejam rapidamente substituídos por bombas de calor elétricas, aquecimento urbano e soluções digitais. Os CEOs comprometem-se a aplicar esta recomendação nos edifícios das suas próprias empresas.

foto

As metas climáticas europeias exigem um aumento veloz da geração de energia renovável e a eletrificação direta da mobilidade, do transporte e do aquecimento e ar condicionado dos edifícios. A CEO Alliance está trabalhar num projeto de integração de sistemas de energia, em particular de redes, para criar um sistema baseado fundamentalmente em energias renováveis e soluções flexíveis.

A CEO Alliance para a Recuperação, Reforma e Resiliência da Europa foi criada em 2020, no contexto da pandemia de Covid-19 e do histórico Pacto Ecológico Europeu. O objetivo comum dos seus membros é fazer da UE a região líder mundial em proteção do clima, desbloqueando investimentos, promovendo inovações em novas tecnologias e criando empregos preparados para o futuro.
Os membros consideram-se parte de um 'action tank' e trabalham em conjunto em projetos pan-europeus de diferentes setores em escala, como uma infraestrutura de carregamento em toda a UE para camiões pesados; a integração dos sistemas de energia da UE (particularmente das redes); a monitorização digital da pegada de carbono; edifícios sustentáveis e saudáveis para o futuro do trabalho e da habitação; autocarros elétricos em toda a região; cadeias de valor de hidrogénio verde; e o rápido desenvolvimento da produção de baterias.
Serão elaborados mais projetos, incluindo um que envolve aço de baixo carbono. Os CEOs apresentarão os seus primeiros resultados tangíveis e discutirão a implementação destes projetos com altos representantes da União Europeia num congresso agendado para o outono de 2021.
A European CEO Alliance reúne 12 executivos de topo dos setores da energia, transporte e tecnologia: Björn Rosengren (ABB), Thierry Vanlancker (AkzoNobel), Francesco Starace (ENEL), Leonhard Birnbaum (E.ON), Börje Ekholm (Ericsson), Henrik Henriksson (H2GreenSteel), Ignacio Galán (Iberdrola), Frans van Houten (Philips), Christian Klein (SAP), Christian Levin (Scania), Jean-Pascal Tricoire (Schneider Electric) e Herbert Diess (Volkswagen). A McKinsey & Company está a contribuir para a CEO Alliance com a disponibilização de dados e investigações adicionais.
Jaba: tradução 4.0

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

intermetal.pt

InterMETAL - Informação profissional para a indústria metalomecânica portuguesa

Estatuto Editorial