Talleres Filsa: controladores de nivel para sólidos y líquidos

Jungheinrich junta-se à causa climática global

Redação Induglobal06/01/2021

A Jungheinrich junta-se à iniciativa '50 Sustainability & Climate Leaders', um grupo de empresas líderes mundiais na área da proteção climática e sustentabilidade.

foto

98% dos empilhadores produzidos pela Jungheinrich são movidos a eletricidade.

Segundo a empresa de intralogística, “as 50 empresas internacionais de diferentes setores que participam nesta campanha têm como objetivo assumir um papel de liderança no combate às mudanças climáticas e contribuir para o alcance dos 17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (UNSDGs)”.

Lars Brzoska, Presidente do Conselho de Administração da Jungheinrich AG, salienta que “a mudança climática é uma das questões mais urgentes do nosso tempo", pelo que "na Jungheinrich, vemos a sustentabilidade como uma obrigação económica, ambiental e social”.

Através dos seus empilhadores com eficiência energética e soluções de automatização inteligentes, "a Jungheinrich tem conseguido reduzir as emissões de CO2 na intralogística".

Recorde-se que cerca de 98% dos empilhadores produzidos pela Jungheinrich são movidos a eletricidade e que atualmente, mais de 1.000.000 de empilhadores elétricos da marca são usados em todo o mundo.

A empresa de origem alemã tem vindo a apostar em soluções energéticas mais eficientes, como é caso da tecnologia de iões de lítio que permite uma redução de/até 52% de CO2, comparativamente a um motor a diesel.

Também o "recondicionamento de empilhadores usados levado a cabo pela Jungheinrich e a criação de dois, em alguns casos três ciclos de vida, reduzem significativamente o consumo de matéria-prima e energia", acrescenta a empresa.

A Jungheinrich é pioneira nas áreas de automatização e digitalização. A tecnologia de armazém, empilhadores e software formam um todo e garantem que homem, máquina e armazém comuniquem, cooperem e se complementem. Isso verifica-se nos veículos de transporte sem condutor (AGV) e nos armazéns automatizados de estantes altas com mais de 40 metros de altura.

"Cerca de 80% das emissões de CO2 podem ser economizadas desta forma, em comparação com a produção de equipamentos novos", vinca a empresa que adianta que o desenvolvimento de soluções automatizadas, como os veículos de transporte sem condutor (AGV) e os armazéns automatizados, contribuem significativamente para a redução do consumo de energia e das emissões na logística pois permitem reduzir os erros e evitar transportes desnecessários.

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

intermetal.pt

InterMETAL - informação para a indústria metalomecânica portuguesa

Estatuto Editorial