Renishaw: soluçoes Smart Factory, em tempos difíciles, aliados robóticos na produção
A circularidade dos produtos é a solução perfeita tanto para a sustentabilidade como para o negócio

As vantagens da reciclagem de metal duro

Jill Glynn, gestor de serviços comerciais da Sandvik Coromant

14/10/2020

Situada na Áustria e fazendo parte do grupo Sandvik, a Wolfram Bergbau und Hütten é um dos maiores produtores mundiais de tungsténio. Estima-se que as reservas deste componente crítico para as ferramentas de metal duro inteiriças da Sandvik Coromant sejam de cerca de sete milhões de toneladas (o que equivale a 100 anos de consumo). O acesso a matérias-primas essenciais é crucial para a manutenção da posição da Wolfram, mas a fábrica também investe em ferramentas já criadas. Neste artigo explica-se como os fabricantes podem tirar o máximo partido dos recursos existentes.

Porquê esgotá-los desnecessariamente? Segundo a fundação ClimateWorks Foundation, uma instituição de caridade cujo propósito é encontrar soluções de práticas recomendadas que ajudem as empresas a reduzir o seu consumo de dióxido de carbono, a economia circular é um “sistema no qual o material flui, definindo-se como constituído por nutrientes biológicos e ”técnicos", concebidos para continuarem a circular com uma elevada qualidade e voltarem a entrar de forma segura na biosfera, oferecendo valor em troca da menor quantidade de energia e de recursos físicos".

foto
Atualmente é possível reciclar 95% de uma pastilha de metal duro usada. Deste metal duro, o tungsténio representa cerca de 75%.

Círculo completo

A economia circular não proporciona apenas vantagens ambientais. Assim que as ferramentas da Sandvik Coromant perdem as suas propriedades, o mais fácil é classificá-las como inúteis. Não obstante, os materiais utilizados para criar essas ferramentas continuam a ter utilidade.

De uma perspetiva ecológica, o fabrico de ferramentas novas a partir de metal duro reciclado requer 70% menos energia do que fazê-lo a partir de matérias-primas. A produção também é mais sustentável e utilizar materiais reciclados permite emitir 40% menos dióxido de carbono do que começar do zero.

Com a introdução de qualquer processo novo, o sucesso costuma residir na capacidade de satisfazer as necessidades do negócio. A adoção da economia circular resolve tanto os desafios da sustentabilidade global como a necessidade de se enfrentar um assunto a que poucos clientes querem prestar atenção: os resíduos.

Supervisionar o ciclo de vida completo de um produto permite às empresas um maior controlo dos seus recursos. Este controlo significa que uma empresa pode analisar os custos de forma eficaz, ao mesmo tempo que ajuda os clientes, que beneficiarão da venda dos seus produtos usados, estabelecendo uma relação com o fornecedor que não termina com a aquisição inicial.

Revenda

É possível reciclar 95% de uma pastilha de metal duro usada. Deste metal duro, o tungsténio representa cerca de 75%. A fábrica da Wolfram desenvolveu um processo interno de reciclagem, do qual podem tirar partido os clientes da Sandvik Coromant de todo o mundo.

A Sandvik Coromant organiza a recolha das ferramentas de metal duro usadas dos seus clientes antes de as transportar para a fábrica. Aí, os técnicos encarregados da reciclagem, realizam uma análise por espetrometria de fluorescência de raios X com um sistema de rastreio que determina a composição das ferramentas recebidas. Após uma compressão inicial, o novo pó das ferramentas forma um pó de metal duro.

Em seguida, este pó é submetido a uma purificação química, que ajuda a recuperar materiais com as mesmas propriedades encontradas no tungsténio das minas da Wolfram. Os restantes elementos do metal duro também são geridos de forma sustentável. Por exemplo, o cobalto recuperado das ferramentas usadas é enviado para um terceiro para reciclagem do mesmo.

O programa de reciclagem da Sandvik Coromant admite ferramentas de metal duro de todos os fabricantes independentemente do tamanho, da indústria e do local.

foto
A Sandvik Coromant organiza a recolha das ferramentas de metal duro usadas dos seus clientes antes de as transportar para a fábrica.

Maior duração

Como parceiro responsável, a empresa deve incluir a reciclagem na sua estratégia de gestão de recursos. Não obstante, disponibilizar brocas de metal duro para uma maior segurança do processo ao maquinar materiais tenazes é outra consideração ambiental.

A maioria das indústrias nas quais a perfuração desempenha um papel importante na produção diária compra com uma única preocupação em mente. Qual a duração da ferramenta? Muitos colocam esta pergunta pela perspetiva do custo por utilização, mas uma ferramenta duradoura também é importante para quem quer prolongar a utilização do produto tendo em conta o ponto de vista ambiental.

A Sandvik Coromant desenvolveu o último elemento incluído na sua gama de produtos, a broca CoroDrill 860 com a geometria -GM, tendo em conta estes fatores. A ferramenta é muito mais resistente ao desgaste do que a sua predecessora, a broca CoroDrill R840, devido à sua geometria avançada e qualidade exclusiva, as quais permitem uma ferramenta mais duradoura.

O serviço de recondicionamento da Sandvik Coromant otimiza a vida útil e o rendimento da ferramenta, garantindo uma geometria idêntica à de uma nova, que proporciona uma excelente segurança do processo. Para uma vida útil alargada, as ferramentas devem poder ser submetidas a múltiplos recondicionamentos. A broca CoroDrill 860-GM não permite apenas um rendimento líder no mercado, mas também, ao ser mais longa pela própria conceção, maximiza a vida útil disponível. Com a recomendação de três recondicionamentos por ferramenta, a CoroDrill 860-GM oferece de forma efetiva quatro ferramentas numa única solução. Uma vez terminada a sua vida útil, a ferramenta pode entrar no programa de reciclagem da Sandvik Coromant, proporcionando um retorno económico do investimento inicial do cliente.

A Wolfram demonstra que a gestão dos recursos não termina com a compra. Os produtores devem estudar o ciclo de vida completo dos seus produtos, da perspetiva da sustentabilidade e da rentabilidade. Embora os programas de reciclagem possam reduzir as emissões de carbono e reforçar as relações com o cliente, os produtores também devem ter em conta a longevidade das ferramentas que criam, o que aumentará mais, se possível, a sustentabilidade de um negócio.

DMG Mori your onlin service managerInterMetal20 Years Jaba traduçao técnica especializada 4.0InterMetalInterMetal Acompanhe no Facebook

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

intermetal.pt

InterMETAL - informação para a indústria metalomecânica portuguesa

Estatuto Editorial