APIs: um impulso inevitável à consolidação da Indústria 4.0

Eaton17/03/2020

A Eaton, empresa que atua na gestão de energia, aborda o potencial das APIs no contexto industrial para alcançar o ideal de conectividade que caracteriza o paradigma da indústria 4.0.

foto

Nos últimos tempos, a palavra API (sigla para 'Application Programming Interface') é ouvida mais do que nunca. Este termo refere-se a um conjunto de regras ou código e especificações através do qual as aplicações podem comunicar.

Em outras palavras, as APIs agem como um interface para facilitar a comunicação entre diferentes programas da mesma maneira que as tecnologias capacitivas, e especificamente, como os interfaces de utilizador, facilitam essa comunicação entre humanos e máquinas.

À medida que o paradigma da conectividade se expande e entramos num ambiente orientado a dados, as APIs tornam-se uma pedra angular para qualquer negócio. Desde redes sociais e media a diversos setores, como serviços, banca e retalho, as empresas conseguem gerir por meio dessas ferramentas, que promovem a transformação digital através da integração de serviços.

Não é de surpreender que o valor da economia da API seja estimado em mais de mil triliões de dólares, segundo estimativas da McKinsey. Além disso, de acordo com um estudo da Markets and Markets, a dimensão do mercado de API experimenta um crescimento anual de 32,9%, e estima-se que passará de 1.2 mil milhões de dólares em 2018 para 5.1 mil milhões de dólares em 2023.

Vantagens e potencial das APIs para a indústria

Atualmente, o setor industrial está passando por uma revolução derivada da adoção de novas tecnologias como Cloud, AI + Analytics ou elIoT, através das quais a indústria enfrenta o desafio de generalizar a conectividade e alcançar definitivamente o paradigma da indústria conectada.

No entanto, apesar de muitas indústrias mostrarem um progresso notável na adoção de tecnologias operacionais (TO) e de informação (TI), é comum que muitas experimentem dificuldades no processo de modernização. De acordo com a PWC, “em Portugal, apenas 34% das 56 empresas observadas considerou estar num nível avançado de digitalização, o que, face aos números globais (33%), demonstra algum alinhamento. Contudo, 86% das empresas portuguesas do setor têm como expectativa alcançar elevados níveis de digitalização, nos próximos cinco anos, uma expetativa 14% acima do que os resultados globais”.

“A digitalização e a integração de toda a cadeia de valor exige deixar para trás sistemas isolados e monolíticos e adotar o mesmo padrão que permite alcançar conectividade lucrativa”, de acordo com declarações de Román Cazorla, responsável do segmento MOEM da Eaton. “Alcançar o paradigma da Industria 4.0, ou industria inteligente, supõe um desafio que vai muito além da mera aquisição de novas tecnologias. A aproximação correcta requer que deixemos de trabalhar em cilos para abraçar um sistema de comunicação comum capaz de integrar de forma ágil todos los processos da fábrica. Num panorama dominado pelos dados, las APIs representam a oportunidade que nos permite desenvolver com êxito este processo”, acrescenta.

Nesse sentido, o Apigee Institute indica que as organizações que se identificam como mais competentes no uso de APIs não apenas obtêm maior rentabilidade, mas também relatam níveis mais altos de satisfação do cliente.

Para o responsável da Eaton, “as APIs permitem uma incrível economia de tempo e recursos no setor industrial, facilitando o uso de infraestruturas, funções e software existentes em novas plataformas, sem a necessidade de redesenha-los, e essa é a única maneira de realmente abordar o setor 4.0 Certamente a IIoT é essencial, mas ainda mais é sua total integração na cadeia, para que possa implantar seu potencial máximo em todas as suas variantes e sempre com garantias de sucesso, graças à precisão derivada de um bom sistema de informação entre dispositivos, máquinas e trabalhadores, internos e externos”.

No contexto industrial, apresenta-se como uma chave para alcançar o mais alto padrão de qualidade, tanto na adoção de novas tecnologias quanto na integração de sistemas de comunicação que permitam o seu uso mais eficiente, um processo no qual as APIs desempenham um papel crucial.

Consciente dessa necessidade, a Eaton lançou recentemente o EasyE4, um nanocontrolador revolucionário que, no momento, é o único desse tipo cujo servidor da web assimila essa capacidade.

20 Years Jaba traduçao técnica especializada 4.0InterMetalInterMetalInterMetal Acompanhe no Facebook

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

intermetal.pt

InterMETAL - informação para a indústria metalomecânica portuguesa

Estatuto Editorial