O novo CLX 750 da DMG destaca-se pela sua estabilidade, por um fuso potente e pelas opções para a produção digitalizada

Maquinação pesada de peças de até 600 kg em 8,9 m²

27/11/2019

O centro de torneamento CLX 750 é um novo modelo da série CLX que a DMG MORI apresentou como estreia mundial na passada edição da EMO Hannover. Concebido para peças de até 600 kg e um comprimento de torneamento de 1290 mm, o centro de torneamento universal é adequado para a maquinação de grandes eixos. Com os ciclos tecnológicos DMG MORI, o IoTconnector de série e a tecnologia de controlo 3D, o CLX 750 está preparado para qualquer produção prospetiva. Soluções específicas de automatização para cada cliente completam a gama do equipamento.

foto

Até 1290 mm de comprimento de torneamento e um diâmetro de torneamento máximo de 700 mm ou 640 mm na versão com eixo Y, fazem do CLX 750 um centro de torneamento muito versátil para uma ampla gama de indústrias. Na produção de eixos, uma luneta opcional permite operações de torneamento de até 430 mm de diâmetro. Está disponível uma distância transversal do eixo Y de +/- 80 mm para a maquinação excêntrica de peças de trabalho complexas, ao passo que um subfuso permite uma maquinação completa de 6 lados. No lado do fuso, o CLX 750 impressiona no que diz respeito à maquinação pesada: binário de 2000 Nm e 46 kW que falam por si só.

A DMG MORI preparou o CLX 750 para o futuro, tendo em vista a crescente digitalização nas operações de maquinação. A moderna tecnologia de controlo 3D da SIEMENS ou da FANUC está disponível, ao passo que os ciclos tecnológicos exclusivos da DMG MORI, como a velocidade de rotação alterna, o Easy Tool Monitor 2.0 ou o Multi-Threading Cycle permitem uma fácil utilização e uma maquinação eficiente. O IoTconnector faz parte do equipamento de série de todas as máquinas CLX. Permite a ligação em rede digital das máquinas, proporciona a maior proteção possível através de firewalls integradas e permite soluções de assistência pioneiras com a SERVICEcamera e o NETservice.

O fabrico orientado para o futuro é cada vez mais acompanhado por uma produção automatizada, sendo esta tendência aplicada pela DMG MORI. Desta forma, a produtividade do CLX 750 pode ser melhorada de forma duradoura com soluções de automatização personalizadas e com a qualidade da DMG MORI.

Principais características

• Peças de até Ø 700 mm e 1290 mm de comprimento de torneamento (máx. Ø 640 mm em combinação com o eixo Y)

• Fuso principal de 2000 Nm (A2-11”) com 46 kW

• Diâmetro de fixação parcialmente oco de 127 mm

• Torre VDI 50 de 12 posições

• Eixo Y ±?80 mm (opcional) para a maquinação descentrada, luneta até Ø 430 mm

• Contrafuso opcional ISM76 com 4000 rpm e 360 Nm

• Grande variedade de ciclos de tecnologia DMG MORI

• DMG MORI IoTconnector de série

• Tecnologia de controlo 3D em painel tátil 19", opcional com Siemens ou Fanuc

InterMetalGlobal Industrie 2019InterMetal Acompanhe no FacebookJaba traducción técnica espcializada

intermetal.pt

InterMETAL - informação para a indústria metalomecânica portuguesa

Estatuto Editorial