Pavilhão 2, stand A21

DMG MORI na EMO 2019: foco na automação e digitalização

Redação15/07/2019

A DMG MORI chega à EMO 2019 com máquinas de alta tecnologia com conectividade integrada, novas soluções de automação orientadas para o cliente, o novo portal ‘my DMG MORI’ e a sua gama de equipamentos para fabricação aditiva.

A DMG MORI acentua a sua posição de liderança na fabricação de máquinas-ferramentas com desenvolvimentos inovadores para a produção do futuro. Na EMO, a empresa apresentará as últimas inovações nas áreas da automação, digitalização integrada e fabricação aditiva. 27 das 45 máquinas expostas no pavilhão 2 serão apresentadas com soluções de automação integradas. No que diz respeito à digitalização, a DMG MORI centrar-se-á no tema da ‘conectividade’ como base para todos os produtos e tecnologias orientados para o futuro. A conectividade abrange todas as máquinas, todos os protocolos e funciona com todas as plataformas e produtos.

Em exposição estará a última versão do CELOS, bem como as mais recentes soluções de automação da marca, que deverá aproveitar a oportunidade para apresentar o novo portal do cliente 'my DMG MORI'. Os ‘DMG MORI Technology Excellence Centers’, especialmente desenvolvidos para indústrias chave como a aeroespacial, automóvel, de moldes e matrizes e de aplicações médicas completarão a presença da DMG MORI nesta nova edição da feira.

foto
Durante a EMO, a DMG MORI terá em destaque o centro de maquinação DMU 65 monoBLOCK, com o novo AGV (Automated Guided Vehicle), para automação de paletes.

Soluções de automação para criação automática de valor

WH CELL e WH FLEX são apenas duas das 27 soluções de automação que a DMG MORI apresentará na EMO. No futuro, a empresa oferecerá todas as máquinas-ferramentas do seu portfólio com soluções de automação integradas, de forma a dar resposta à crescente procura deste tipo de soluções. Em destaque estará o centro de maquinação DMU 65 monoBLOCK com o novo AGV (Automated Guided Vehicle), um sistema independente para automação de paletes. Esta solução inovadora oferece um design flexível, com livre acesso à máquina, e um conceito de segurança inteligente para a colaboração homem-máquina.

Serviços e aplicações inteligentes, com conectividade integrada, para produção em rede

Para a DMG MORI, a ‘conectividade' é uma das principais características no caminho para a fábrica digital, já que apenas com interfaces abertas e protocolos de comunicação padronizados é possível garantir a integração e interoperabilidade de máquinas e processos. Por isso, no futuro, a conectividade fará parte de todas máquinas DMG MORI, sem custos adicionais. Assim, a nova interface IIoT desenvolvida pela empresa é compatível com os protocolos standard MQTTT e MTconnect, bem como com a umati (interface universal de máquinas-ferramentas) baseada em OPC UA.

foto
No que diz respeito à digitalização, a DMG MORI centrar-se-á no tema 'conectividade' como base para todos os produtos e tecnologias orientados para o futuro.

Em destaque estará também a nova aplicação CELOS APPs, alinhada com a estratégia de conectividade integrada definida pela empresa. O novo ‘Application Connector’, por exemplo, permite operar todas as aplicações baseadas na internet (incluindo sistemas MES ou ERP), diretamente através do CELOS. Por seu lado, a nova função JOB IMPORT permite que as encomendas sejam importadas diretamente do MES ou ERP para o CELOS JOB MANAGER.

A aposta em dar o máximo benefício ao cliente levou a DMG MORI a desenvolver o novo portal digital ‘my DMG MORI’, com o qual pretende reforçar a cooperação interativa com os seus clientes. Entre outras funcionalidades, este portal vai permitir ao cliente, por exemplo, fazer um pedido de assistência técnica que, juntamente com as fotos ou vídeos também enviados, deverá chegar imediatamente ao técnico responsável. O estado do pedido efetuado poderá ser posteriormente acompanhado, ao minuto, pelo cliente.

foto
my DMG MORI: novo portal do cliente permite maior transparência, qualidade e rapidez em todos os processos de assistência

Gama completa de equipamentos de fabricação aditiva

Quatro cadeias de processo completas para fabricação aditiva (por fusão em leito de pó metálico ou por deposição de camadas assistida por laser) fazem da DMG MORI um fornecedor global deste tipo de tecnologia.

As máquinas da série LASERTEC SLM utilizam o processo de fusão em leito de pó metálico (Selective Laser Melting) e foram projetadas para a fabricação de peças de trabalho complexas. A precisão da fusão seletiva a laser permite a realização de geometrias que seriam impossíveis de conseguir com métodos convencionais. A série inclui a bem-sucedida LASERTEC 30 SLM 2nd Generation, com uma capacidade de construção de 300 × 300 × 300 mm, e a LASERTEC 12 SLM, que deve a sua elevada precisão ao foco com um diâmetro de apenas 35 µm. Além disso, esta máquina pode trabalhar com o módulo rePLUG, que permite a rápida troca de material. O software OPTOMET incorporado calcula automaticamente todos os parâmetros do processo. As espessuras das camadas, por exemplo, podem ser calculadas livremente, o que, por sua vez, permite uma construção mais rápida e, portanto, também mais produtiva.

foto

A série LASERTEC SLM foi desenvolvida especialmente para o fabrico de peças com geometrias complexas.

Desenvolvida especialmente para o fabrico de peças de até ø 500 x 400 mm e 600 kg de peso, a LASERTEC 65 3D hybrid une os processos de soldadura por deposição a laser (Laser Deposition Welding) e de fresagem de 5 eixos, numa única configuração. Esta abordagem híbrida permite geometrias altamente complexas e o uso de diferentes materiais numa única peça. Durante a EMO, a DMG MORI terá esta máquina em exibição, equipada com uma série de sensores de monitorização e calibração, que aumentam a fiabilidade do processo e melhoram a qualidade das peças produzidas. A empresa deverá apresentar um conceito automatizado para a utilização do processo de soldadura por deposição a laser na reparação de ferramentas.

Destaque para os ‘Technology Excellence Centers’

Com o foco nas indústrias aeroespacial, automóvel, de moldes e de tecnologia médica, há vários anos que a DMG MORI definiu como estratégia colaborar com os seus clientes nas fases iniciais do projeto, a fim de otimizar conceitos de fabricação. A oferta de serviços destes centros estendeu-se de tal forma que, hoje, a DMG MORI apoia as empresas, inclusive, na certificação de novos produtos. O trabalho desenvolvido pelos ‘Technology Excellence Centers’ da DMG MORI também estará patente no stand da empresa na EMO.

intermetal.pt

InterMETAL - informação para a indústria metalomecânica portuguesa

Estatuto Editorial